Mariya Nymeros Martell [Kelen]

GoT RPG :: Off :: Fichas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Mariya Nymeros Martell [Kelen]

Mensagem por Mariya Nymeros Martell em Ter Fev 02, 2016 11:00 pm

Mariya Nymeros Martell

38 • Martell • Lady Consorte de Dorne • Freida Pinto



Vantagens e Desvantagens

Vantagens: Autoridade, Negociadora Nata, Diplomata Cautelosa, Confiante
Desvantagens: Insubordinada, Super-protetora (marido e filhos), Franca, Lasciva



Características Fisicas e Psicológicas

Seus cabelos são longos e lisos, os olhos de um negro intenso, os lábios cheios e bem desenhados, o nariz fino e empinado, a pele em tom de oliva, sendo de uma típica beleza dornesa. É de alto porte, com curvas bem distribuídas e destacadas nas roupas que usa. A voz é rouca e seus lábios estão sempre curvados em sorriso malicioso.
Mariya é de uma autoridade inquestionável, faz as pessoas lhe seguirem com sua confiança e simpatia natural. Desde cedo observava seu pai e tio negociando com comerciantes e lordes da região, o que a fez se tornar tão boa negociadora como eles. Trata seus vassalos como igual e está a maior parte do tempo de bom humor, mas perde a paciência facilmente. Sua sinceridade é algo que presa, e não mede palavras em nenhuma situação e nem com ninguém, dizendo tudo o que pensa. É quente como uma boa dornesa, possui o dom de seduzir os mais duros dos homens, mesmo em idade já um tanto avançada. Não se curva para ninguém, possuindo o velho orgulho daqueles que habitam os desertos de Dorne. Está sempre disposta a proteger seus filhos e marido, possuindo um ciúmes descontrolado por ele.



História do Personagem

Filha de Mors Martell e Obella Fowler, Mariya cresceu como sobrinha do antigo Príncipe, em Lançassolar. Já nasceu com o título de princesa, sendo rodeada de pessoas sempre disposta a fazer aquilo que queria. E, se tinha algo que ela sabia fazer, mesmo quando apenas uma criança, era que os outros sempre fizessem seu gosto. Seu maior passatempo era desbravar as terras de Dorne em um corcel de areia. Sempre buscou manter boas relações com os vassalos, mesmo quando não tinha essa responsabilidade. E tudo o que fazia, fazia com Lewyn, quando este não estava em treinamento para um dia se tornar o príncipe governante. Ele era o seu melhor amigo, pra quem corria quando tinha algum problema, e pra quem segredava seus mais profundos segredos, como na vez que beijou uma mulher e foi parar na cama dela. E o mesmo também lhe contava tudo, até mesmo das mulheres que levava para cama. No fundo, sentia inveja de tais donzelas e prostitutas. Nutria por ele uma admiração única, e um carinho que não tinha com mais ninguém. Nunca se deu bem com suas aulas com a septã, a única coisa que aprendeu a fazer, foi dançar e adorava fazer isso nos bailes do castelo, hipnotizando muitos e muitas. Sempre fez tudo sem esconder de ninguém, gostava de mostrar quem era e de dizer que não sentia nenhuma vergonha por isso. Viveu uma boa juventude, aproveitando cada minuto que podia. Mantinha uma boa relação com todos de sua família, pois presava a união familiar. Quando seu tio morreu, havia chegado a vez de Lewyn assumir o trono da lança, e com isso, diversas propostas de casamento chegaram para ele, que não aceitou nenhuma. O primo a escolheu para governar ao seu lado, mesmo sabendo que não era mais pura e que já havia passado da idade de casar. A verdade era que ambos sempre haviam sido apaixonados um pelo o outro, mas nunca puderam se entregar por conta do pai dele, que agora não estava mais ali para decidir algo. E assim, se casaram, Mariya, muito amada pelo povo dornês, foi bem recebida como Princesa Consorte. Gostava de tal título, gostava ainda mais do seu trono do sol, pois eles reinavam juntos, tomando decisões depois de muito conversarem, também tendo a ajuda dos conselheiros. Sua maior alegria, foi quando se descobriu grávida de Mariah, que foi seguida por Maron e Dorea. Assim que o jovem dragão tentou conquistar Dorne e assim o fez, Mariya foi quem aconselhou seu marido a fazer os vassalos o abrigar em seus castelos, e o matar de um modo a dar um fim naquilo. Eram insubmissos, não curvados, não quebrados, não aceitaria se render daquela forma. Mas por fim, foi também quem aconselhou Lewyn a prometeu sua filha em casamento para o príncipe Targaryen. Estavam se unindo aos sete reinos, não por meio de guerra, o que apenas aumentava seu orgulho dornês, pois nem mesmo o dragão com todo o seu fogo, era capaz de curvar o fogo do sol.


avatar
Mariya Nymeros Martell

Mensagens : 15
Origem : Lançassolar, Dorne
Posição em Westeros : Lady Consorte de Dorne

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

GoT RPG :: Off :: Fichas

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum